"> ');
x
  • Olá, o que deseja buscar?

Notícias atualize-se e recomende!

Artigo: Relação do tipo e número de parto na função sexual e autoimagem genital feminina - um estudo observacional 01/06/2015

Relacao-nuremo-parto-na-funcao-sexual-e-autoimagem-genital-feminina


 


Devido às mudanças anatômicas que a gestação, o parto e a multiparidade causam nos músculos do assoalho pélvico (MAP) esses são fatores de risco para distúrbios do assoalho pélvico. Essas alterações podem levar a disfunção sexual ou a alteração da percepção da autoimagem genital. Objetivo: Verificar a relação dos tipos e número de parto com a função sexual e a autoimagem genital feminina. Materiais e Métodos: Estudo observacional, de corte transversal. Foram analisadas 384 mulheres na faixa etária de 18 a 60 anos, sexualmente ativas, matriculadas em academias. Os critérios de exclusão envolvem as participantes com dificuldades de compreensão dos instrumentos e o preenchimento inadequado dos questionários. Os questionários FSFI (Female Sexual Function Index), FGSIS (Female Genital Self-Image Scale) e os dados sociodemográficos foram autoaplicáveis. O FGSIS possui uma variação na pontuação de 7 a 28, no qual escores mais altos indicam uma autoimagem genital positiva e o FSFI – considera-se disfunção sexual o escore ≤ 26. As variáveis categóricas (tipo e número de parto) foram apresentadas em frequências, e a relação do FSFI e FGSIS foi feita pelo teste t independente considerado um p≤0,05. Resultados: 384 mulheres com média da idade de 34,9±10,1 anos e IMC de 24,1±3,5 kg/m2. O FSFI apresentou alteração nos domínios desejo e excitação, já os escores do FGSIS não tiveram influencia do número e tipo de parto. Conclusão: Os resultados mostraram que o número e o tipo de parto apresenta uma relação com a função sexual feminina diminuída, o que não foi demonstrado com relação a autoimagem genital.


Confira artigo completo.

Espaço de notícias

Espaço reservado para você se manter atualizado sobre a nossa agenda de cursos, publicações, palestras, seminários e muito mais.

Comentários

Nenhum comentário até o momento, seja o primeiro.